sábado, 22 de julho de 2017

What I've done - O que eu fiz...

O que eu fiz - Hora de refletir


É pessoal, o suicídio fez mais uma vitima. Não faz muito tempo que Chris Cornell cometeu esse ato, e há uns dias fomos noticiados que seu colega de profissão, o vocalista do Linkin Park, também se matou.

Escrevi no blog sobre o seriado 13 razões (Thirteen reasons why). Assim como o amigo Soul Surfer neste excelente post. Lembro que falei como as situações foram ganhando corpo, foram tomando proporções maiores do que eram para a garota. Essa foi a visão que tive. Mas e o que realmente passa na cabeça dessas pessoas, dá para imaginar?

Consegue pensar em algo que leve uma pessoa a tirar a própria vida?

Eu não consigo...

Imagina desistir de tudo e colocar um ponto final em sua história. Sonhos, família...

Para nós, é impossível cogitar isso ai. Porra, eu quero alcançar a Independência Financeira! Meu isso não é nada para eles. Dinheiro? É um simples papel...

Ao dizer que a pessoa aumentou seus "pequenos" problemas, eu dei uma visão simples para um problema complexo. Convenhamos, é muito mais que isso.

Eu só imagino que as pessoas que cometem suicídio chegam a um estado que não conseguem mais se olhar no espelho, se encarar sabe? Elas não conseguem mais conversar com si mesmas. Acreditam não serem mais capazes de continuar...

E se não creditam mais esperanças em si, em quem creditar?

Meu isso é bem triste. E o mais triste é que ficamos de mão atadas! Como ajudar? O que fazer? Difícil não?

Mas uma coisa eu posso dizer - Seja gentil! Seja atencioso! Não precisa mais do que isso. Cara lembro muito bem o dia em que eu estava indo para uma aula de tênis. Eu não estava muito bem, sabe quando você está mal. Não tinha motivo algum para isso, mas estava mal.

Ah, e detalhe! Sou uma pessoa classificada como "de bem com o mundo".  Sabe aquela pessoa que sempre está de bom humor, sim prazer sou eu.

Bom mesmo não estando legal, peguei a raquete coloquei no carro e fui para a aula. No caminho, precisamente em um semáforo, um senhor vendendo balas veio até meu carro. Lembro que ele as ofereceu, eu rejeitei com educação e ele falou algo que parecia como se meu pai ou mãe estivessem me dando um super abraço, sabe esses abraços eternos, que marcam tanto que podemos senti-los?

É foi assim que me senti com as palavras daquele senhor. Sai daquele semáforo outra pessoa, ou melhor, sai de lá como sou, sorrindo...

Infelizmente não vou lembrar o que ele disse para mim, gostaria de compartilhar as palavras dele aqui. Mas infelizmente não lembro...

Lembro apenas de seu bom humor, atenção, as balas que estava vendendo, e uma bíblia que carregava em um de seus braços...


Pequenas atitudes fazem uma grande diferença...



Take care!

19 comentários:

  1. Eu penso em suicídio todos os dias. Pessoalmente não há ninguém para desabafar ou contar meus planos e virtualmente sou sempre taxado de chorão e vitimista. Minha vida não é nada fácil e meus problemas são difíceis de serem solucionados, não depende só de mim.
    Eu achava o povo da blogosfera de finanças muito inteligentes, mas a maioria é seca e rude e ainda por cima querem dar uns de sabidões (não são todos, mas é uma quantia significativa).
    Se eu chegasse dizendo que estava em depressão porquê mulher nenhuma gosta de mim eles me tratariam com serventia. Mas como meus problemas são sérios e a gente só espera uma dica ou conselho, lá vem ataques achando que eu sou um hater.
    Se bem que é uma ilusão minha achar que eu posso melhorar na vida, sair da depressão e poder sorrir um dia.
    Eu digo que se até os 19 anos eu não melhorar um pouco de vida, eu ponho um fim em tudo.
    Tem 3 anos e meio para lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon! Obrigado pela visita!

      Cara você pode melhorar na vida sim! É difícil? É, não posso mentir a você. Mas é possível! Cara procure ajuda! Se quiser desabafar, pode mandar um email para investidoringles@gmail.com

      Excluir
    2. Investidor Inglês, já enviei o e-mail.
      Espero que leia e responda.

      Excluir
    3. Investidor Inglês, já enviei o e-mail.
      Espero que leia e responda.

      Excluir
    4. Tamo junto Anon,

      Se quiser mais um pra conversar, so enviar e-mail para brasileiroarabia@gmail.com

      Excluir
  2. Muito bom o seu post, Investidor. Venho percebendo que ter tudo, é o que causa essa depressão. Como tu disse, "Porra, eu quero alcançar a Independência Financeira!", isso significa gente como nós tem um motivo pra lutar, pra sair da cama. Já essas pessoas, que já conquistaram tudo, tem uma vida vazia de propósito, não sabem mais o que fazer e geralmente eles tem uma falha primária na linha de raciocínio: Eles enxergam o dinheiro como um fim, não como um meio.
    Eu quero ter uma independência financeira não pra ficar rico por ficar rico. Quero poder viajar com a minha namorada, quero não ficar preocupado com contas, quero ter tempo pra minha família, quero ajudar pessoas e animais em situações ruins etc. O dinheiro será o meio pelo qual eu poderei fazer essas coisas.
    Quanto a ser gentil, a vida me ensinou o quão importante isso é. Assim como você, já estive dos dois lados, e é realmente importante ser o melhor que pudermos para os outros, até para um pessoa que aparenta ser ruim. Nunca sabemos o que aquela pessoa está passando e pode ser que o menor gesto de gentileza da nossa parte melhore aquele dia.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique Cimento! Valeu pela visita!

      Você disse tudo sobre o dinheiro. Não se pode exerga-lo como um fim. Afinal, dinheiro é apenas papel...

      Cara e como é legal tirar o sorriso de alguém, independente da pessoa. Também já estive do outro lado. O legal que muitas vezes basta ouvir a pessoa. Geralmente você não precisa dizer nada. Apenas prestar atenção no que a pessoa tem a dizer.

      Abraços!

      Excluir
  3. Não gosto de julgar as pessoas, esse tipo de acontecimento é muito triste, as vezes o que essa pessoa precisava era de um verdadeiro amigo. abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto!

      É complicado. as vezes alguém poderia ter ajudado. Difícil cara...

      Abraço!

      Excluir
  4. Pô Inglês, indo de carro pra aula de tênis e na bad? Para com isso jovem, rs...
    Chega de brincadeira, pois sei que o suicídio independe da condição financeira, exemplo disso são os famosos que apesar de tão prósperos, sucumbem ante a infelicidade.
    É um assunto delicado, eu mesmo já cogitei essa possibilidade, é essa pressão constante que sofremos, sempre crescer, ser um exemplo ante a sociedade medíocre que vivemos. Some isso à problemas familiares, no trabalho, enfim, em todas as esferas possíveis, acrescente algum remédio controlado para acalmar (fluoxetina por exemplo) e misture com álcool, pronto! Uma bomba prestes a explodir! A vida toda errada, apenas sofrimento diário e constante, remédios e bebida que potencializam os sentimentos e sensações, baita merda! Já me sentei diante de uma bebida e com uma arma nas mãos, refleti sofre o “ponto final”.
    Quem me conhece jamais sonharia com isso, mas são as dores, as lágrimas e os problemas que nos levam ao total descontrole e ao mais profundo sofrimento.
    Eu tinha amigos, família e muitos que me apoiavam, porém, a dor era latente.
    Compreendo bem esses caras, não é covardia, nem fugir dos problemas, a mente exausta e atrapalhada te leva pra beira do abismo e o cara já está no fundo do poço mesmo, nada resolve e melhora, você no piloto automático acaba deixando acontecer.
    Mas aí vamos longe na reflexão, pois temos a depressão que é uma doença miserável, onde o cara é infeliz por estar vivo e fatalmente ceifa a própria vida, putz..
    Mas a coisa tá feia cara, a galera tem levado a vida muito a sério, focando em resultados e outros se perdem na falta de perspectiva e essa bolha tem se expandido, são os tempos modernos, modernidade líquida (abraços Baumann, rs).
    Vlw aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lorde! Obrigado pela visita!

      ahauhahuuha pra vc ver cara, como ter dinheiro não ajuda em porra nenhuma com a nossa mente rsrs

      Triste saber que você já cogitou isso. O bom que você está aqui contando que superou isso! :D

      Sim. a coisa está feia. Muitos se pressionam por resultados e mais resultados. E com isso deixam de lado muitas coisas.

      Vlw man!

      Excluir

  5. Então você tocou num tema espinhoso ,eu tinha e tenho esses pensamentos , mais passa rápido . Tive um gravíssimo acidente e fiquei quase um mês internado , já faz anos que luto contra as sequelas , eu tinha uma vida cheia de possibilidades e não dava valor , mais o tempo internado me mostrou o que é sofrimento de verdade , hoje mesmo com muitos problemas quando fico meio pra baixo ,pensando besteira, lembro que dessa época que limpar a própria bunda já era uma vitoria...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Soldado!

      Esse é um tema bem tenso cara. Eu não tinha ideia do tamanho dele até ler o post do Soul... E o triste é que não vejo mobilização quanto ao assunto.

      Força ai jovem!

      Excluir
  6. Olá, sr. Inglês!

    Ainda estou sem acreditar no falecimento do Chester Bennington. Quando muito novinha, comecei a ouvir rock por causa do Linkin Park e mesmo depois de ter enjoado do new metal continuei acompanhando ele como vocalista do Stone Temple Pilots, uma das minhas bandas favoritas. Infelizmente, ser bem sucedido, ter uma família e dinheiro não é algo que nos garanta plenitude, não é mesmo? Só posso pensar que é alguma coisa dentro de nós mesmos alguns chamam de Deus, outros de alguma outra coisa, mas na real é alguma luz dentro de nós que quando se apaga nos faz desejar sair dessa vida.

    Que a sua luz interior não se apague! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá sra Jacque!

      Concordo. As histórias nos mostram que ter tudo as vezes não significa nada...

      Belas palavras! Obrigado e que a sua luz tbm jamais se apague! Abraços

      Excluir
  7. Cara, suicídio é um negócio muito tenso. Eu não consigo compreender as pessoas que são capazes de tirar a própria vida e aposto que nem elas mesmos conseguiriam explicar, caso pudessem se comunicar lá do outro lado.

    Acredito que um ato suicida seja uma atitude quase que completamente desprovida de razão, movida por sabe lá que demônios passam na cabeça dessas pessoas. Essa tal de depressão é coisa série e ainda muito subestimada....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Ministro!

      Concordo! depressão é algo bem subestimada. Muitos falam que é frescura...

      Excluir
  8. É verdade II,

    Chegar a esse ponto deve ser horrível. Fico pensando no Chris Cornell, cara, ele tinha filhos e familia e aparentemente estava tudo bem. Como eles não perceberam ou como o cara jogou tudo isso agua abaixo? Nos da blogsfera sonhando com IF e dinheiro, e esses que tem tudo sonhando somente em ser feliz, sem depender de dinheiro.

    Inversoes de valores, as vezes temos que agradecer pelo que temos e esquecer um pouco em dinheiro e planilhas no excel.

    Abraços do BnA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BnA!

      É cara, temos que agradecer sim. E nunca baixarmos a cabeça...

      Abraços!

      Excluir