quarta-feira, 12 de abril de 2017

Donald e Claire e a maldição do dinheiro



Donald e Claire juntaram uma bela quantia, porém caíram no conto da maldição do dinheiro


Donald começou a guardar dinheiro a pouco tempo. Para ser exato, há uns 5 anos. Devido aos belos aportes que ele fazia, seu montante já apresentava um belo número. Em paralelo, aumentava sua ansiedade em usar esse dinheiro. Afinal, Donald ia guardando mês a mês, uma parcela significativa de seu salário. E conforme o montante crescia, seus desejos de consumo começavam a lhe perturbar.

Além dos desejos, para aumentar sua preocupação, Donald via-se cada vez mais perturbado por sua mulher Claire, que não entendia a lógica de seu marido em se "apegar" ao dinheiro guardado. Não era raro as vezes em que Claire dizia a Donald

- Vamos viajar!  - Vamos comprar um carro novo!

E isso afetava muito Donald. Pois ele também tinha essas vontades. Apesar de ter criado o hábito de poupar, não saia da cabeça de Donald os desejos pelo consumo. Por outro lado, Donald sabia o sacrifício que fez para chegar até ali.

A Reviravolta


Donald e Claire estavam passando por momentos difíceis. O casal já não se entendia como antigamente. E com isso, Donald já não conseguia mais justificar a razão de não usarem o dinheiro.
Na verdade, nem para ele mesmo ele conseguia justificar a não utilização do dinheiro. 

Com isso, Donald começou a utilizar seu dinheiro. Primeiro veio o carro dos sonhos, depois as viagens...  E a vida equilibrada de Donald e Claire começou a ruir.

Em pouco tempo, o casal viu cair pela metade suas economias. E infelizmente, isso não os abalou. Continuaram a gastar como se não houvesse amanhã. Eram roupas, móveis... O efeito da gastança foi que por um tempo as brigas cessaram. Donald e Claire viveram seus melhores momentos, até o dia que o dinheiro acabou...

A maldição do dinheiro


Donald não acreditava em ver sua conta bancaria no zero.  Ele não conseguia entender como uma conta recheada como a dele foi se perder. Muitas vezes, Donald se via culpando sua esposa em pensamento.  Para ele, Claire foi a responsável pela falência...

Claire, por outro lado, não se conformava com a derrocada do marido. Ela custava em acreditar que Donald não foi bom o suficiente para administrar seu patrimônio. Ela achara que Donald sabia o que estava fazendo. Ela sempre pensou assim...








See ya!



9 comentários:

  1. Olá, sr. Inglês!

    Donald poupava sem ter um objetivo claro e Claire, ao que parece, não tinha sua própria poupança. Complicado isso, hein?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jacqueline!

      A Claire confiou no marido, e ele acabou se perdendo por não ter um objetivo claro e principalmente por não ter deixado claro para a Claire o motivo da poupança... Complicado mesmo rs

      Abraço!

      Excluir
  2. Poupar é difícil pra caralho, gastar é muito fácil.
    Eu no lugar do Donald teria tomado a decisão mais sensata, cair fora do relacionamento.
    Ninguém é mais importante que meu bem estar, seja físico, psicológico, emocional ou financeiro.
    Eu sempre coloco meu bem estar acima de qualquer decisão, claro que num relacionamento você tem que ceder de vez em quando, mas nunca eu nunca colocaria meu futuro em risco pelo relacionamento.
    Eu tive uma colega de faculdade que pediu demissão de um emprego concursado para acompanhar o noivo que fora transferido para outro estado.
    Ela tinha menos de um ano e só poderia se transferir quando completasse 3 anos.
    Pediu demissão e foi, com menos de 01 se separaram e ela voltou desempregada e deprimida. Hoje trabalha no setor de faturamento de uma empresa privada, de segunda a sábado, ganhando menos do que ganhava a mais 4 anos como concursada.
    Esse é o tipo de coisa que a pessoa se arrepende pro resto da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo, grato pela visita!

      Poupar é dificil quando não se tem o hábito. Assim que você o conquista, se torna fácil, fácil...

      O que matou Donald, foi não ter aberto o jogo com Claire. Pra ela, ele apenas guardava por guardar.

      No relacionamento é muito importante deixar as coisas bem claras. Sem isso, fica bem complicado...

      E triste a situação da sua colega hein...

      Valeu!

      Excluir
  3. Isso que dá investir na poupança errada kkk

    ResponderExcluir
  4. O mais triste é que a história se repete o tempo todo, em todas as famílias (com menor ou maior grau de intensidade), mas as pessoas não aprendem...
    Tudo na vida tem limites, inclusive a confiança...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rosana, obrigado pela visita!

      É verdade, concordo com você! essa história está presente o tempo todo...

      Excluir